fbpx
AV Goethe 74 - Caixa Postal 7501  - Porto Alegre, RS - CEP: 90430-970  ‎+55 51 99115-7105

Saiba tudo sobre o processo criativo de Marsal em O livro dos barcos.

Como tudo começou

Marsal conta que já morava num barco há uns 2-3 anos. Mas chegou o dia que ele decidiu fazer uma viagem ao redor do mundo em seu barco.

Porém, não seria simples fazer essa jornada. Era necessário uma preparação. Assim foi. Marsal passou os 10 meses seguintes se preparando para a viagem.

Os desenhos e anotações que fez durante essa preparação de quase um ano, renderam O livro dos barcos.

Repertório e Referências

Como artista, Marsal diz que tem muitas referências, que formam seu repertório.

Ele aponta também que “O livro dos barcos” é “por si mesmo”. Indicando que as suas referências estão no seu repertório como um todo, não em cada obra individualmente.

Um livro que permitiu ao próprio autor se libertar

“A dinâmica do livro dos barcos me permitiu voltar a fazer um desenho alegre, sem compromisso.”

“Me ensinou muita coisa porque era livre.”

– Marsal

Por fim, o autor volta no tempo e nos conta o que diria a si mesmo quando estava começando a fazer O livro dos barcos

Eu diria: vai trabalhar e não te preocupa com nada mais

Marsal

E ainda fala o que diria para si mesmo quando estava começando no mundo dos quadrinhos

Eu diria: não se preocupa com o mundo dos quadrinhos, faz o teu trabalho, é a única coisa que importa.

Marsal

O livro dos barcos

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *