fbpx
AV Goethe 74 - Caixa Postal 7501  - Porto Alegre, RS - CEP: 90430-970  ‎+55 51 99115-7105

Trazemos hoje, uma entrevista exclusiva com Letícia Pusti, autora de “Mensagens positivas com pitadas de agressividade”. Ela nos revela suas principais ideias, referências, e ainda faz uma viagem temporal.

1- De onde surgiu a ideia de fazer o livro?

A ideia para fazer o livro surgiu a partir de comentários recorrentes de amigos meus a meu respeito. Achei que devia ter um livro com frases típicas de amigos que já não aguentam mais te jogar verdades na cara (com todo o amor).

2- Quais as suas principais referências na construção da obra?

As principais referências são memes sobre amizade, e até conversas que já ouvi entre pessoas que conheço ou amigos que conversaram junto aos meus espaços de vendas em eventos de quadrinhos.

3- O que “Mensagens positivas com pitadas de agressividade” tem de especial para você, como autora?

É especial porque é bem o meu tipo de humor, sabe. Meio agressivo e ácido, mas com muito carinho por quem lê as páginas. Acho a ideia do livro legal porque dá pra você ler, dá pra você usar pra aconselhar algum amigo e as mensagens podem ser sempre atualizadas, é um conceito bem interessante.

4- Vamos voltar no tempo. Que mensagem (positiva ou não, com ou sem agressividade) você daria para a quadrinista que estava começando a fazer esse livro?

O livro não vai se fazer sozinho, otária. Mão na massa!

5- E para a Letícia que estava começando no mundo dos quadrinhos, qual seria a mensagem?

Letícia, estuda sempre e não se frustra tão fácil. Coisas incríveis vão te acontecer, tudo dentro do seu tempo. Então não desiste, vai dar bom. ❤️

O livro está em financiamento coletivo no Catarse, e você pode apoiar o projeto com vários valores diferentes. Saiba mais aqui.

O livro não vai se fazer sozinho, otária. Mão na massa!

– Letícia Pusti
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *