Cláudia Lemes tem uma trajetória breve, mas impactante na literatura
policial nacional. Desde sua primeira publicação, Eu Vejo Kate
(Ed. Empíreo) em 2015, ela já escreveu diversos thrillers de sucesso,
como Um Martini com o Diabo (2016), Inferno no Ártico (2017),
Cartas no Corredor da Morte (2019) e Eu Vejo Kate vol. 2 (2019).
Ela fundou a Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial,
Suspense e Terror (ABERST), hoje com cerca de 150 membros,
e foi sua presidente por dois anos. Foi em sua gestão que o Prêmio
ABERST de Literatura foi criado para premiar as melhores obras
nacionais do gênero. Cláudia também é leitora crítica, editora do
selo policial M0rgue (Ed. Lendari) e tradutora.

Exibindo todos 2 resultados

A segunda morte de Suellen Rocha

R$ 49,90 R$ 44,90

Quatro adolescentes fazem um pacto de guardar um segredo horrível. Vinte anos depois, uma delas é mutilada e morta. Na parede, próximo ao corpo, uma palavra escrita com sangue fresco: “Assassinas”.
Agora, Mariana, Dafne e Cacau serão sugadas pelo redemoinho de intrigas, política e corrupção da sua cidade natal, e precisam encontrar o assassino antes que uma delas seja a próxima vítima.

 

 

Onda de crimes (E-book)

R$ 29,90 R$ 26,90

Atividades suspeitas, tramas macabras, assassinatos misteriosos, desaparecimentos… Nas regiões isoladas e ermas até nas ruas apinhadas das grandes cidades, o crime está sempre à espreita. Reunindo contos de autores do Brasil, Uruguai e Argentina, Onda de Crimes é emoção do início ao fim!

O lado mais sombrio da existência humana está à solta em Onda de Crimes, uma antologia que reúne algumas das principais vozes da Literatura Policial latino-americana atual. Da Argentina, Nicolás Ferraro aborda as agruras de uma jovem que acaba envolvida nas aventuras ilegais do próprio pai. Já seu conterrâneo, Kike Ferrari, mergulha nas tensões da tríplice fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil. Nascido no México, mas radicado no Uruguai, Rodolfo Santullo apresenta uma série de mortes desconcertantes no inverno sombrio de Punta del Diablo. Do Brasil, Cláudia Lemes investe no suspense ao retratar um homem vítima de uma perseguição que não consegue compreender. O feminicídio é a base da história narrada por Paula Bajer, na qual uma mulher suspeita que o vizinho é um assassino. Por fim, Cesar Alcázar mostra que segredos obscuros do passado podem gerar uma explosão de violência.