Sem Título-1
Livros interativos: aventuras onde VOCÊ é o herói!
On 25/06/2017 | 0 Comments

Livros interativos: aventuras onde VOCÊ é o herói! – Por Athos Beuren

Quando criança, um dos meus filmes favoritos era A História Sem Fim. Nele, um menino sonhador chamado Bastian encontra um livro mágico que o transporta para o fantástico mundo descrito em suas letras – e sua missão é salvar este lugar antes que o “Nada” o devore. A História Sem Fim reforçou um sentimento que lhe pode ser familiar: a vontade de influenciar o que lemos, de explorar o mundo das histórias, interagir com os personagens, descobrir respostas e avisá-los do perigo iminente (“não vá por aí, tenho certeza que ali está o monstro, quem em são consciência faria isso?”). Felizmente, para mim e para você, existem os livros interativos: viagens na qual o leitor pode embarcar e decidir o rumo da história.

pg2Eu tinha 10 anos de idade. Sempre gostei muito de ouvir histórias, ler e criar as minhas próprias, mas também sempre gostei de jogar videogame e, assim como curtia inventar histórias, queria criar meus jogos – apenas não sabia como! Então descobri O Feiticeiro da Montanha de Fogo, o primeiro título da coleção Aventuras Fantásticas, e um universo de novas e incríveis possibilidades se descortinou diante dos meus olhos e chacoalhou minha imaginação até que ela começasse a escorrer pelas orelhas. Eu tinha em minhas mãos um livro interativo onde eu era o herói. Era uma história e era um jogo, mas mais do que isso, era uma aventura onde eu podia escolher o que fazer, que caminhos seguir e que desafios enfrentar. As rédeas do destino estavam nas minhas mãos!

Basicamente, os livros interativos são obras onde o leitor assume o papel do personagem principal da história, um protagonista ativo que decide as ações que fará a cada momento. Trata-se de um jogo literário, um videogame de palavras que, através da imaginação, o insere em um fantástico mundo de aventuras onde VOCÊ é o herói – e você pode levá-lo consigo aonde quer que vá e mergulhar na história sempre que quiser!

OK, mas como funciona um livro interativo? Tudo que você precisará para divertir-se é lápis, borracha e dois dados de seis faces. A primeira coisa a se fazer é criar seu personagem definindo sua habilidade, vida, equipamentos e outras características. Um sistema de regras extremamente simples vai orientá-lo nesse processo, que pode ser aprendido e utilizado em menos de cinco minutos. Assim que o personagem estiver pronto, o leitor receberá toda a informação inicial de quê precisa para começar sua aventura: um breve prólogo que relata quem ele é, onde está e qual é o seu objetivo. Abaixo temos o início resumido de O Inimigo Digital, aventura interativa publicada pela Editora Avec:

              “Você é o novo personagem de Minecraft, um mundo de emocionantes aventuras em um lugar feito de blocos e repleto de cores, oportunidades e desafios. Integrante da nova atualização do jogo, você agora faz parte da turma de Steve e Alex.

               Antes de você chegar, algo terrível aconteceu, e agora o mundo está ameaçado! Um personagem maligno chamado Devious_David resolveu destruir o Minecraft. Ele removeu um bloco da rocha matriz, a base de todo o mundo digital. Agora, o buraco está aumentando e o vazio devorando tudo ao seu redor, bloco atrás de bloco. O Minecraft está se desfazendo!

               Você deve recuperar a rocha matriz para devolvê-la e fazer tudo o que foi arruinado voltar a ser como era. Devious_David se esconde no Nether, uma dimensão alternativa que pode ser acessada por um portal escondido. Para encontrá-lo, você deve primeiro achar a bússola mágica, que irá mostrar onde fica a passagem dimensional, mas, como a bússola está no fundo do mar, antes disso você precisa de uma poção de respiração aquática. Um mago chamado Baltazar poderá fazer a poção para você, mas para isso ele precisa que você lhe traga um ingrediente: o olho de uma aranha gigante das cavernas.

               Em resumo, você deve:

               1) Explorar uma caverna, derrotar uma aranha gigante e trazer um dos olhos dela para Baltazar;

               2) Recuperar a bússola perdida no perigoso templo submarino; e

               3) Encontrar o portal para o Nether, derrotar Devious_David, trazer de volta a rocha matriz e salvar o mundo de Minecraft.

               Você vai na direção de uma cascata ao sul, atrás da qual ouviu dizer que existe a entrada de uma caverna. Sua aventura começa aqui!“.

Observe que o texto conversa com o leitor, dirigindo-se a ele como “você”, inserindo-o na história como protagonista e tornando-o responsável pelo desenrolar da trama. Depois do prólogo, o livro passa a ser dividido em uma série de parágrafos numerados e o leitor é enviado para começar sua aventura na referência 1. A partir deste ponto, ao final de cada trecho o herói fará escolhas que irão determinar o sucesso de sua missão. Acompanhe a  primeira referência de O Inimigo Digital:

1

               “Você caminha por uma planície até chegar a um lago. No lado oposto há uma cascata. Você contorna o lago e atravessa a cortina d’água com um salto. Uma fenda estreita dá acesso a uma caverna escura e sinistra. Sem conseguir enxergar muito além dos primeiros metros, você acende uma tocha e ilumina o lugar. Você dá alguns passos para dentro e olha em volta, identificando dois caminhos. Se quiser ir por um túnel que segue em frente e depois começa a descer, vá para 92. Se preferir seguir por uma passagem à direita, vá para 214“.

Ao longo de sua busca, você vai se deparar com caminhos sem saída, enigmas desafiadores, armadilhas mortais e criaturas horripilantes. Para superá-los, será necessário usar toda a sua criatividade e raciocínio lógico, além de muitas vezes contar a sorte na rolagem de dados ao testar suas habilidades ou enfrentar inimigos. Leitura e aventura estarão sempre lado a lado, criando uma atmosfera tão emocionante que pode ser usada para transcender a simples diversão.

As histórias interativas podem ser usadas para ensinar. Ao inserir os leitores na trama como personagens ativos, elas levam mesmo pg1os mais casuais a uma imersão ímpar no mundo das palavras. Em casa ou na escola, esta ferramenta estimula o hábito da leitura, especialmente entre crianças e adolescentes, reforça o valor da literatura na educação e no desenvolvimento dos jovens, proporciona conhecimento, expande perspectivas de possibilidades e encoraja o pensamento crítico.

Decifrar enigmas, solucionar labirintos e calcular as chances de ter sucesso em suas ações e derrotar criaturas malignas são apenas alguns exemplos das mecânicas incorporadas pelas histórias interativas, transformando-a em um verdadeiro sinônimo de “aprender brincando”. Esta abordagem literária pode ser usado de forma pedagógica para criar experiências marcantes e, ao mesmo tempo, ensinar sobre qualquer coisa – de matemática à filosofia.

Tendo o lúdico como catalisador para despertar o interesse dos alunos, ensinar se torna mais fácil e eficaz; aprender se torna mais divertido e instigante. Informações adquiridas são mais facilmente lembradas e melhor aprendidas quando estão ligadas a uma emoção. Veja esta cena de uma história interativa adaptada para a sala de aula:

31

               “Quando você se aproxima da estátua, o chão se quebra sob seu peso. Você e a figura de pedra caem numa caverna repleta de teias e ovos gigantes. De repente, uma aranha gigante surge da escuridão pronta para devorá-lo. Sua única chance de vencer é derrubar a estátua sobre o bicho, mas isso vai exigir cálculo e precisão. Por tanto, resolva as seguintes equações matemáticas:

  1. a) 20x – 4 = 5x
  2. b) 5(1 – x) – 2x + 1 = -3(2 + x)
  3. c) 4x = -8x + 36

               Se tiver sucesso, vá para 4“.

Tenho certeza que esta aula chamaria mais a atenção dos alunos do que simplesmente recebê-los com um quadro cheio de exercícios. Além disso, as histórias e livros interativos têm uma série de benefícios que, embora não sejam diretamente percebidos, atingem o inconsciente de forma expressiva enquanto habitam nas entrelinhas:

  • Incentivam o trabalho em equipe
  • Reforçam a criatividade, a concentração e o raciocínio
  • Desenvolvem a leitura, a redação e o vocabulário
  • Estimulam a representar, interagir e expressar-se
  • Promovem relacionamentos saudáveis
  • Oferecem alternativa ao computador e à televisão
  • Ensinam o caminho do herói na luta contra o mal
  • Resgatam valores éticos e morais

As história interativas podem ser adaptadas a qualquer realidade e abordar qualquer tema. Existem aventuras de fantasia e outras mais realistas; tramas na idade medieval e de ficção científica; histórias que são puro entretenimento e aquelas que visam ensinar algo; criativos mundos originais e trabalhos que ampliam universos já conhecidos com novas e emocionantes aventuras.

pg3O Inimigo Digital é primeiro livro interativo lançado pela Editora Avec. Trata-se de uma aventura literária no universo de Minecraft, jogo eletrônico que é febre entre os jovens. O Minecraft é uma espécie de Lego digital, um jogo de explorar e construir que se passa em um imenso mundo virtual tridimensional, composto pelos mais variados tipos de blocos. Seu visual colorido e de linhas retas cria uma atmosfera única, mas que se assemelha a um jogo de montar peças. Em Minecraft, o jogador poderá se aventurar em bosques, cavernas, geleiras, mares, desertos e até dimensões paralelas enquanto coleta recursos, cria ferramentas, constrói estruturas e enfrenta inimigos. À medida que evolui suas conquistas, novas opções permitem que o jogador faça construções cada vez mais complexas, explore lugares diferentes e enfrente inimigos muito mais poderosos, expandindo seu próprio mundo em uma diversão sem limites!

O Inimigo Digital tem um sistema de regras exclusivo, uma mecânica que simula o game eletrônico. Assim como no Minecraft, o leitor/jogador poderá explorar cavernas, usar a picareta para minerar, construir e manufaturar objetos, interagir com outros personagens e explorar não só o mundo da superfície, mas também o Nether (dimensão alternativa do jogo). Ele poderá ainda escolher e melhorar suas armas e equipar armaduras para enfrentar todo o tipo de criatura, algumas criadas especialmente para O Inimigo Digital. Tudo isso, claro, enquanto persegue seu principal objetivo: derrotar Devious_David, um personagem que planeja destruir o Minecraft!

Este livro traduz o mundo dos videogames em palavras e usa o poder da imaginação como ingrediente especial, ampliando o universo de possibilidades para os leitores. Vale ressaltar aqui que, embora O Inimigo Digital seja uma aventura interativa no universo de Minecraft, não é um livro somente para os fãs do jogo – ele foi criado para todos os leitores! Pessoas que nunca tiveram contato com o game e avaliaram a obra, incluindo pais e professores, classificaram sua experiência como “excelente”, provando que O Inimigo Digital é capaz de levar mesmo os aventureiros de primeira viagem a uma imersão neste Minecraft literário. A sinopse de O Inimigo Digital você confere abaixo:

O INIMIGO DIGITAL

fire_185794-3046896

Foto: Jornal NH

Um personagem corrompido pelo desejo de vingança planeja destruir o Minecraft! Devious_David removeu a rocha matriz, a base de toda a superfície do jogo, e criou um vazio que está aumentando e devorando tudo ao seu redor. Agora, Steve e seus amigos precisam de sua ajuda para combater as forças do mal e salvar o mundo virtual. Só você poderá deter este terrível vilão e impedir que o Minecraft desapareça para sempre. Parte história, parte jogo, O Inimigo Digital é um tipo diferente de livro – aqui, VOCÊ é herói! Adquira já o seu!

ATHOS BEUREN é autor de livros-jogos e entusiasta da cultura geek e RPGs – Role Playing Games. Como escritor, teve seu primeiro trabalho publicado ainda quando criança, em uma trajetória que se iniciou dentro da escola. Athos recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura – o mais importante prêmio cultural da região sul do Brasil – e também o Troféu Vasco Prado de Literatura. Seus passatempos favoritos são jogos, música, esportes e, claro, aventuras!

Site | Facebook | Instagram

Leave a reply